Cassio Bariani CFP®
por Cassio Bariani CFP® em 12 Novembro 2020

Ações de commodities têm discrepâncias. Seleção da carteira é crucial!

Na Bolsa, o setor de commodities é um dos que costumam ter maior volatilidade.

Diversas variáveis afetam os resultados das companhias produtoras de commodities - a dinâmica entre oferta e demanda, o nível de atividade econômica, os custos de produção e logísticos, as questões políticas, o câmbio - e as crises que surgem.  

E neste ano atípico, as variações foram fortes, principalmente por causa da pandemia da Covid-19 e retração na economia. Aqui no Brasil, as incertezas na área fiscal também influenciaram. E ainda houve a conturbada eleição presidencial nos Estados Unidos.

O dólar acumula alta de 38,32% no ano até 5 de novembro. Apesar da volatilidade do câmbio, o real desvalorizado é um fator que beneficia as exportadoras. 

Neste post, simulamos duas carteiras: uma com ações de companhias dos segmentos de mineração/siderurgia e outra com ações de empresas da área de petróleo. 

O intuito é, como curiosidade, mostrar que mesmo dentro de um setor - commodities - há muitas vezes, grande dispersão de retornos e, portanto, a seleção de empresas é crucial para a performance de seus investimentos. Mas atenção, pois esse estudo não é uma recomendação de investimentos.

Imagine que um investidor tivesse investido R$ 1.000 em ações de cada companhia abaixo no primeiro dia útil do ano (2/01/2020).

Carteira A – Mineração e Siderurgia Ticker
Vale VALE3
CSN CSNA3
Usiminas USIM3
Gerdau GGBR4

 

Veja a evolução:

Ações de commodities têm discrepâncias. Seleção da carteira é crucial!

Essa carteira com ações empresas dos setores de mineração e siderurgia teve uma valorização de 21,04% no ano até 5 de novembro, muito acima do Ibovespa nesse mesmo intervalo de tempo (-15,03%). 

Esse portfólio que vinha subindo no início do ano sofreu revés com o estopim do coronavírus e teve o seu pior momento em 23 de março, quando chegou a acumular uma queda de -53,72, mais intensa do que o principal índice da Bolsa (-46,39%)

Depois da fase mais crítica, a Vale veio recuperando gradativamente os volumes de minério de ferro exportados, principalmente para China, com menores custos de produção. Além disso, o minério de ferro subiu de preço e está com a cotação acima de US$ 100 há algum tempo, o que  beneficia muito a companhia. A Vale teve lucro líquido de US$ 2,9 bilhões no terceiro trimestre deste ano, alta de 192% em relação ao trimestre anterior e de quase 76% sobre o mesmo período de 2019. 

Este ano, o setor siderúrgico brasileiro chegou a operar com somente 45% da capacidade instalada por conta da retração econômica e queda das vendas provocadas pela pandemia. Mas em outubro, o uso da capacidade instalada já tinha subido para 63%, o mesmo patamar de janeiro, anterior à crise. A expectativa do setor é atingir 70% da capacidade até o final de 2020, segundo projeções do Instituto Aço Brasil. 

A maior do setor, a Gerdau reportou um crescimento de 46% no Ebitda no terceiro trimestre de 2020, chegando a R$ 2,1 bilhões, em comparação com o mesmo período do ano passado. O lucro líquido atingiu R$ 795 milhões entre junho e setembro, alta de 95% em relação ao terceiro trimestre de 2019. 

 

Vamos agora à outra carteira: 

Carteira B – Petróleo Ticker
Petrobras PETR4
PetroRio PRIO3

 

Observe a evolução no ano:

Ações de commodities têm discrepâncias. Seleção da carteira é crucial!

As ações do setor petrolífero têm sofrido forte desvalorização este ano. Além da pandemia, houve conflito entre a Arábia Saudita e a Rússia, que demoraram para se acertar nas negociações para reduzir a oferta para combater o derretimento dos preços.

No ano até 5 de novembro, essa carteira com ações da Petrobras e PetroRio teve uma queda de 23,63%, maior do que o Ibovespa (-15,03%). Mesmo assim, está havendo um movimento de retomada. No auge da crise, em 23 de março, o portfólio chegou a ter uma perda acumulada de 53,72% - e o Ibovespa acumulava -46,39%

Para analistas, a Petrobras está descontada e mesmo em um ambiente desafiador tem conseguido aumentar a sua eficiência, reduzir custos e vender alguns ativos menos estratégicos para focar nas atividades de extração e produção de petróleo. 

Com a gradual retomada da economia, houve aumento da produção e da receita - que cresceu 15,2% do segundo para o terceiro trimestre. O lucro operacional foi de R$ 33,4 bilhões, 29% maior que o trimestre anterior e 16% maior na comparação com mesmo período do ano de 2019. Mas, apesar desses bons números no período, a companhia ainda fechou com prejuízo de R$ 1,5 bilhões, principalmente em função das variações cambiais. 

Já a PetroRio, petroleira privada e uma small cap, segue, conforme analistas, com seu plano de negócios e aquisições com foco em campos off-shore maduros. No terceiro trimestre deste ano, a receita líquida foi de R$ 489 milhões, 22% acima do mesmo período de 2019, mas também com um prejuízo de R$ 110,5 milhões.

Advisor, consolidador de investimentos da SmartBrain

 

Postado por Cassio Bariani CFP® Novembro 12, 2020
Cassio Bariani CFP®