Frequentemente, agentes de investimento encontram dificuldade para demonstrar e comparar rentabilidades, principalmente quando existe a comparação de títulos com imposto e títulos isentos.

Isso acontece porque a taxa apresentada pelos títulos comuns tem como base a rentabilidade bruta, e os títulos isentos já apresentam as taxas líquidas do imposto. A questão parece simples, mas, na verdade, requer um cálculo preciso para definir qual a melhor alternativa de investimento.

Existem diversas opções de títulos no mercado que são apresentadas de forma não equalizada.

É comum ouvir clientes investidores perguntando aos seus consultores: “O que devo fazer? Aplicar em uma LCA a 98% do CDI ou aplicar em uma Compromissada a 103%?”


Se quisermos analisar a rentabilidade de ativos isentos (como CRIs, CRAs, LCIs, LCAs, debêntures incentivadas, fundos de debêntures e fundos imobiliários que pagam renda comparativamente aos demais ativos tributados do mercado), precisamos colocar todos eles em uma mesma base comparativa. Para isso, existe o Gross Up.

O Gross Up é o cálculo que cria um imposto “virtual” sobre o ganho de capital do ativo isento. Assim, o valor do imposto virtual é acrescido ao ativo, transformando-o em valor bruto e igualando a base de comparação com os ativos tributados.

A utilização do Gross Up elimina as distorções de rentabilidade de uma carteira que tenha ativos isentos versus uma carteira composta somente por ativos tributados.

Veja a comparação de uma LCI a 98% do CDI com um CDB a 102% do CDI, comprados em janeiro de 2017:


comparar-rentabilidades.png
                                                                                            Fonte: SmartBrain

Note que o ativo isento, quando acrescido do imposto virtual, supera a de um título com taxa de retorno de 102% do CDI, tornando-se uma opção muito mais atrativa para o investidor.

Agora, você sabe calcular o Gross Up?  

Vemos que algumas carteiras estão sendo calculadas com erro, pois dividem a taxa do ativo isento por 0,85!

Continue acompanhando o blog da SmartBrain e aprenda a efetuar o cálculo correto.