Cassio Bariani CFP®
por Cassio Bariani CFP® em 17 Maio 2018

Como usar e analisar os relatórios de Research de Ações

As corretoras e bancos estão cada vez mais produzindo uma série de relatórios de análise sobre a economia e o mercado de ações. E nos últimos tempos, ganharam força as casas independentes de análise de investimentos, que também são chamadas de casas independentes de research. Esse segmento está bastante agitado. Hoje, há uma imensa variedade de conteúdos pagos e também estudos que são distribuídos gratuitamente.

Logicamente, manter-se informado é essencial para tomar decisões objetivas, mas antes você deve saber qual é o tipo de relatório de análise mais adequado para o seu perfil de investidor.

 

Escolha as fontes mais adequadas de relatórios de análise de ações

Antes de escolher e para tirar o melhor proveito dos relatórios de análise de ações, sugerimos que você tenha o suporte de seu assessor de investimentos.

Esse profissional especializado conhece os estilos e as metodologias das análises que são feitas pelas instituições financeiras e casas independentes de research – ele recebe e analisa diversos desses relatórios na sua rotina de trabalho.

Por outro lado, o assessor, ao te ajudar na estruturação da sua carteira de investimentos, sabe qual é o seu perfil e tem condições de avaliar os estudos que irão contribuir, de fato, para que você atinja seus objetivos com as aplicações em ações.

Portanto, os relatórios que você precisa são aqueles que tem a ver com a sua estratégia de atuação no mercado acionário.

 

O tipo de relatório para sua estratégia

Cada investidor tem uma tática. Há quem busque retorno investindo em ações com perfil de curto prazo, compram e vendem papéis no mesmo dia - Day Trade, ou fazem operações de giro, negociando de um dia para outro ou mantendo posições por algumas semanas. Para essas pessoas que investem em ações em uma janela de tempo menor, são indicados relatórios de análise que avaliam o efeito de diversos fatores no comportamento da Bolsa ou da empresa. São relatórios que analisam as notícias diárias, os eventos econômicos e políticos que podem afetar o mercado, as notícias corporativas, o comportamento dos outros mercados internacionais e etc. Esses relatórios são divulgados diariamente antes, durante e após o fechamento do mercado.

Há também aqueles que focam nos resultados de curto prazo das empresas, como a divulgação de balanços trimestrais, negócios de fusões e aquisições, eventos específicos, como anúncio de proventos, bonificações, aumento de capital, IPO (abertura de capital) e há ainda os relatórios que acompanham os movimentos de mercado, as posições compradas e vendidas, os movimentos dos grandes investidores, os históricos de preços e volumes das ações negociados, suas tendências, usando cálculos de probabilidade estatística, os relatórios baseados em análises técnicas ou gráficas. Há relatórios diários e semanais específicos para traders, day traders e para alocadores que procuram resultados com carteiras recomendadas para a semana ou mês.

Mas o investimento em ações também pode ser visto por muitos como investimento de longo prazo. Para esses investidores que optam por um horizonte mais amplo, os relatórios de análise fundamentalista são de grande valia. Esses estudos acompanham a situação operacional e financeira de cada empresa. São avaliados setores, concorrentes, processos de fabricação e eficiência, como a companhia atua com preços, mercados, etc. Esses estudos procuram analisar a evolução de receita, margens, lucro, fluxo de caixa, composição de endividamento, níveis de produção, planos de investimentos e tendências setoriais com o objetivo de estabelecerem projeções de resultados.

Normalmente, esses relatórios são extensos e bem detalhados, possuem alto grau de profundidade na avaliação dos negócios e fazem o chamado valuation das empresas, uma série de projeções de resultados a fim de encontrar os valores justos das companhias e suas relações de preços frente ao mercado.

 

Importância de analisar os relatórios 

Além de selecionar os relatórios corretos para os seus objetivos de investimentos, sugerimos que você sempre faça uma análise pessoal profunda. Não basta apenas ler, mas manter sempre o senso crítico aguçado. Isso porque cada estudo reflete a visão de uma instituição financeira ou de uma casa de análise e muitos embutem recomendações de compra e  venda das ações com o espírito de fomentar negócios e não apenas visando o investimento mais adequado para você.

O caminho ideal é que você confronte informações provenientes de diversas fontes. Eventualmente, faça também pesquisas sobre as companhias por conta própria e, principalmente, compartilhe suas avaliações com seu consultor de investimentos antes de tomar alguma atitude.

Sabemos que há uma grande oferta de relatórios de análise de ações muito completos, feitos por excelentes estrategistas. Certamente, alguns desses estudos podem ser peças importantes no seu processo de tomada de decisão, desde que você os utilize com critério.

E, para ampliar ainda mais as suas análises de investimentos, use também um comparador de ativos!

Postado por Cassio Bariani CFP® Maio 17, 2018
Cassio Bariani CFP®