Daniela Rocha
por Daniela Rocha em 25 Setembro 2020

Está valendo a pena investir nas empresas que fizeram IPO em 2020?

O ano de 2020 está surpreendendo pelo número de IPOs – ofertas iniciais de ações na Bolsa. Até o dia 17 de setembro, foram 13 aberturas de capital de companhias de variados setores e há uma fila com dezenas de empresas com propostas de ofertas sendo analisadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Assim, muita gente está perguntando se será superado o recorde de 2007, quando 64 empresas lançaram suas ações.

Sem dúvida é um movimento vigoroso de ofertas, ainda mais em um momento desafiador, em meio à pandemia da Covid-19 e necessidade de reformas e ajustes fiscais. 

Por outro lado, há fatores propícios para isso. O cenário de juros baixos, o fluxo crescente de investidores para a Bolsa e os sinais de retomada da economia têm estimulado empresas a captarem recursos no mercado. 

Muitos investidores se perguntam se vale a pena participar dos IPOs e quais as perspectivas para o futuro. Recentemente, Morgan Stanley divulgou uma análise sobre os IPOs realizados no Brasil desde 2002. De acordo com o relatório do banco, IPOs das empresas tiveram, em média, um ganho de 15% em dólares no primeiro ano após a data de abertura, caindo para um ganho de 13% em dois anos após a listagem. 

Como um exercício e para matar a curiosidade, fizemos a simulação de uma carteira  como se um investidor tivesse investido em todos os IPOs deste ano até 18 de setembro. No estudo, foram considerados investimentos iniciais com valores iguais no primeiro dia de negociação da cada uma das ações e utilizado o preço de fechamento.

Veja o desempenho das empresas que fizeram IPO

IPOs 2020

Companhia

Ticker

Setor

Data 

Rentabili-dade da ação

Ibovespa

1

Mitre Realty

MTRE3

Incorporadora e construtora

05/02/20

-29,57%

-15,29%

2

Locaweb

LWSA3

Serviços de hospedagem de sites e computação na nuvem

06/02/20

184,95%

-14,67%

3

Moura Dubeux

MDNE3

Incorporadora e construtora

13/02/20

-53,78%

-15,02%

4

Priner

PRNR3

Serviços de manutenção industrial

17/02/20

-26,87%

-14,76%

5

Estapar

ALPK3

Estacionamentos, do grupo AllPark

15/05/20

-2,41%

26,73%

6

Ambipar

AMBP3

Água e saneamento

13/07/20

5,15%

-0,41%

7

Grupo Soma

SOMA3

Varejo de moda, dona da Farm e Animale

31/07/20

-5,26%

-4,49%

8

D1000VFarma

DMVF3

Rede de farmácias

10/08/20

-35,82%

-4,98%

9

Quero-Quero

LJQQ3

Varejista de materiais de construção, eletrodomésticos

10/08/20

16,50%

-4,98%

10

Lavvi

LAVV3

Incorporadora, empresa do Grupo Cyrela

02/09/20

-10,56%

-3,55%

11

Pague Menos

PGMN3

Rede de farmácias

02/09/20

-8,93%

-3,55%

12

Petz

PETZ3

Redes de petshop

11/09/20

-9,01%

-0,07%

13

Plano & Plano

PLPL3

Construtora controlada pela Cyrela

17/09/20

-4,26%

-1,81

Fonte: B3/ elaboração SmartBrain

 

Veja agora o comportamento da carteira com empresas que realizaram IPO

Gráfico de carteira com empresas que realizaram IPO

Legenda de carteira com empresas que realizaram IPO

A carteira com 13 ações  teve retorno de -5,88% até o dia 18 de setembro, desempenho melhor do que o Ibovespa acumulado, de -15,29%. 

O melhor desempenho é o da Locaweb (+184,95%), que junto com a Ambipar e a Quero-Quero são as ações que apresentam retornos positivos no momento

 Já a pior performance é da incorporadora Moura Dubeux (-53,78%). 

 

Quer fazer novos estudos? Use gratuitamente o Simulador de Estratégias da SmartBrain e teste novas  estratégias de investimentos em ações. 

Postado por Daniela Rocha Setembro 25, 2020
Daniela Rocha