Search:

Imóveis e ativos financeiros: a importância de comparar as rentabilidades

Categoria: Rentabilidade

Tradicionalmente, os imóveis são considerados investimentos promissores e sólidos. Isso é resultado de fatores históricos, conjunturais e culturais. O país atravessou muitos anos de hiperinflação, foram inúmeros pacotes econômicos e os imóveis foram uma maneira de as pessoas protegerem seus recursos. Além disso, em um passado não muito distante, a oferta de produtos financeiros era mais restrita – e diante das poucas alternativas, destacavam-se os bens imobiliários.

Também sabemos que imóveis são sinônimo de grandes conquistas e normalmente estão envolvidos em questões emocionais e sentimentais. Por exemplo, “o primeiro apartamento de um casal”, “a residência onde os filhos cresceram”, “a casa de praia onde a família teve momentos felizes” ou “o patrimônio fruto de herança de um ente querido”.

No entanto, o cenário mudou, a inflação está em níveis baixos e há uma ampla variedade de alternativas de investimentos financeiros e imobiliários no mercado. O valor sentimental pode até persistir e ser importante, porém, qual é o retorno financeiro que os imóveis oferecem? Você tem feito essa avaliação de forma consistente? Já comparou a rentabilidade  de investimentos em casas, terrenos, apartamentos, flats ou conjuntos comerciais entre si e com algumas aplicações financeiras?

Gestão de Patrimônio Unificada

É interessante tratar os imóveis do mesmo jeito que os ativos financeiros. Essa é a uma maneira de fazer a gestão do seu patrimônio que pode trazer excelentes resultados.

Assim, é preciso calcular o retorno de cada imóvel, que é a valorização do preço do metro quadrado mais a renda de aluguéis que eles geram (quando existirem), menos os custos para sua manutenção.

Ao fazer esses cálculos com precisão, é possível comparar os imóveis que geram rendimentos de fato e os empreendimentos que estão gerando pouca ou nenhuma renda, por exemplo, em função da sua elevada taxa de vacância por um período muito extenso.

Porém, é muito positivo ir além nesta análise. O segundo passo é comparar a rentabilidade dos seus bens imóveis com diversos tipos de ativos financeiros- fundos, CDBs, LCIs, debêntures, ações, títulos públicos, moedas, etc. - e também com outros tipos de investimentos e empreendimentos imobiliários.

Assim, você poderá identificar, novas oportunidades de maiores retornos e estudar mudanças nas suas estratégias.

Vantagens de comparar os imóveis e ativos financeiros

A análise completa de seus ativos imobiliários, torna a tomada de decisão de investimentos mais assertiva e “racional”, pois ela é baseada em números reais. Assim, elimina-se o viés emocional que costuma rondar a relação com os imóveis.

Portanto, comparar a rentabilidade do seu patrimônio de forma consolidada, avaliando o retorno dos imóveis bem como das diversas aplicações financeiras, te ajudará a manter o foco na preservação e crescimento do seu patrimônio.

Sabemos que muitas pessoas ainda não fazem essa avaliação abrangente pelo simples fato de ainda não terem despertado para a sua importância ou até por comodismo. Existe também o desafio e a complexidade de pesquisar e compilar todos os dados sobre os imóveis para poder efetuar os diversos cálculos necessários para obter as rentabilidades desses investimentos. Esse trabalho requer conhecimento e muito tempo para fazer as contas manualmente.  

Existem ferramentas no mercado que fazem tudo isso de forma automática e muito rápida. A plataforma smartConsolidador, calcula a rentabilidade de uma carteira de imóveis e faz a comparação e o controle, em um mesmo dashboard, de aplicações financeiras e bens imobiliários.

Cassio Bariani CFP®

Presidente

Conheça mais sobre nossa plataforma

Simule e salve suas carteiras de investimento para ter maior controle sobre eles.

Fale conosco