Big Data

Ranking das ações e fundos de ações preferidos em fevereiro de 2020

Os investimentos preferidos em renda variável dos grandes investidores que possuem assessoria especializada dos profissionais independentes.


 

O mês de fevereiro foi desafiador para os investidores. As incertezas quanto ao impacto do coronavírus (Covid-19) na economia global chacoalharam os mercados. Aqui no Brasil, a turbulência se intensificou a partir da confirmação do primeiro caso do novo vírus no dia 26 de fevereiro, após o carnaval, bem na quarta-feira de cinzas, quando a Bolsa terminou o dia com uma queda de 7%. No mês passado, o Ibovespa caiu 8,43% aos 102.983 pontos; o dólar acumulou valorização de 4,56%, fechando a R$ 4,48 e o Ifix recuou 3,69%.

Nesse cenário, o nosso Big Data mostra quais foram as ações favoritas dos grandes investidores atendidos por assessores de investimentos independentes. 

 

Ranking das ações mais investidas em fevereiro

 

TOP

Ação

Rent. mês

Rent. ano

Rent. 12 meses

Rent. 24 meses

Rent. 36 meses

1

PETR4

-10,93

-16,04

-3,70

25,77

77,81

2

VALE3

-11,86

-16,87

-3,82

4,07

48,65

3

PETR3

-10,54

-15,16

-7,77

19,95

73,98

4

BOVA11*

-7,62

-9,56

9,53

21,93

55,95

5

IRBR3

-25,83

-14,63

15,54

178,17

IPO-Jul/2017

6

SMAL11*

-8,04

-7,73

34,84

50,51

97,34

7

MGLU3

-9,46

5,98

134,04

348,33

1484,72

8

JBSS3

-17,69

-12,02

69,05

130,34

95,82

9

ITUB4

0,28

-11,26

-3,91

7,74

43,47

10

VVAR3

-1,36

23,63

201,53

75,52

243,37

Fonte: Big Data SmartBrain /*ETFs negociados na Bolsa

 

As ações preferenciais da Petrobras (PETR4) continuaram no primeiro lugar do ranking de favoritas em fevereiro. Uma das novidades foi que as ações ordinárias da petrolífera (PETR3) apareceram em terceiro lugar na lista das mais investidas. 

Estas escolhas foram feitas antes do embate entre a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e a Rússia, em março, que fez o preço do petróleo desabar e trouxe muita turbulência nos mercados globais. Antes desse episódio, os analistas consideravam o êxito de Roberto Castello Branco, CEO da Petrobras, na redução dos custos operacionais e do endividamento e no plano de focar na produção de óleo e gás, diminuindo a sua participação nas refinarias. 

Por sua vez, as ações da Vale (VALE3) subiram da terceira para a segunda posição. Na visão dos agentes de mercado, o papel também estava barato em relação às companhias mineradoras da Austrália. 

Os grandes investidores também buscaram diversificar as carteiras. Dois ETFs prosseguiram no ranking – o BOVA11, que segue o Ibovespa, e passou da sétima posição em janeiro para a quarta no mês passado, e o SMAL11, que acompanha o desempenho do Índice Small Cap, de empresas de menor capitalização, e desceu do quarto para o sexto lugar na lista de preferência. 

As ações do IRB Brasil Resseguros (IRBR3) surgiram no quinto lugar entre as mais investidas. Diante de diversas polêmicas envolvendo a companhia, as cotações caíram, e geraram oportunidades para compras. No início de fevereiro, a Squadra Investimentos apontou supostos erros na divulgação dos lucros recorrentes do IRB e a gestora disse que estava com uma posição short (vendida), acreditando na desvalorização dos papéis. Depois, a Berkshire Hathaway, empresa americana de Warren Buffett, desmentiu uma notícia que circulou sobre sua participação na empresa de resseguros, ressaltando que “não é acionista do IRB, nunca foi e que nem pretende ser”. No início de março, em meio à crise, o presidente e o diretor financeiro do IRB renunciaram aos seus cargos. 

Em fevereiro, houve procura por ações das grandes varejistas. A Magalu (MGLU3) retornou ao ranking e a Via varejo desceu do segundo para o décimo lugar. 

As ações do Itaú (ITUB4) ressurgiram entre as preferidas dos grandes investidores na nona posição. Apesar de um cenário de maior competição por conta das fintechs, o banco tem investido no mix de produtos e serviços, o que contribui para o aumento das suas receitas e, ao mesmo tempo, sua carteira de crédito está aumentando.

Deixaram o ranking em fevereiro a Sinqia (SQIA3), a EDP (ENBR3), a Itaúsa (ITSA4) e o Bradesco (BBDC4).

Todas as Top 10 ações favoritas tiveram desempenhos negativos em fevereiro. A maior baixa foi do IRB Brasil Resseguros (IRBR3).

 

Ranking dos fundos de ações mais investidos em fevereiro

 

TOP

Fundo

 Gestor

Rent. mês

Rent. ano

Rent. 12 meses

Rent. 24 meses

Rent. 36 meses

1

EQUITAS SELECTION FC FI DE AÇÕES

EQUITAS

-8,40

-6,41

40,52

72,14

118,33

2

INDIE FIC FI AÇÕES

INDIE CAPITAL

-6,28

-4,30

39,87

56,86

119,85

3

MOAT CAPITAL FIC FIA

MOAT CAPITAL

-8,75

-9,36

19,71

51,51

114,25

4

CONSTELLATION INSTITUCIONAL FC FI AÇÕES

CONSTELLATION INVESTIM E PARTICIP

-5,46

-1,73

34,29

60,00

108,05

5

AZ QUEST TOP LONG BIASED FC FI DE AÇÕES

AZ QUEST INVESTIMENTOS

-5,21

-0,31

31,04

62,65

111,46

6

AZ QUEST AÇÕES FC FI DE AÇÕES

AZ QUEST INVESTIMENTOS

-8,29

-4,78

16,76

33,08

75,24

7

ARX INCOME FI EM AÇÕES

ARX INVESTIMENTOS

-7,50

-7,73

16,33

40,54

79,69

8

ALASKA BLACK FIC FI AÇÕES BDR NIVEL I

ALASKA INVESTIMENTOS

-14,54

-16,89

1,23

34,41

87,48

9

ALASKA BLACK INSTITUCIONAL FI AÇÕES

ALASKA INVESTIMENTOS

-10,39

-8,97

9,82

44,94

141,11

10

MAUÁ CAPITAL ACOES FI COTAS FI AÇÕES

MAUÁ CAPITAL

-13,66

-9,75

27,67

54,89

início: Set/2017

Fonte: Big Data SmartBrain / obs: todos fundos de investimentos apresentados no estudo são abertos. Foram excluídos do levantamento os fundos exclusivos e os dedicados a determinados grupos e family offices.

 

Oito fundos de ações que figuraram entre os Top 10 de janeiro continuaram no ranking em fevereiro. O Equitas Selection FC FIA manteve-se na primeira posição. 

As novidades no mês foram o Alaska Black Institucional e o Mauá Capital Ações FI Cotas FIA. 

No mês passado, deixaram o ranking dos Top 10 o BTG Pactual Absoluto LS FIC I Ações e Brasil Capital 30 FC FIA.

 

Com um Simulador de carteiras você consegue acompanhar a performance das suas ações e também dos fundos de ações. Clique aqui e veja como!

Similar posts

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.