Cassio Bariani CFP®
por Cassio Bariani CFP® em 09 Dezembro 2021

Certificação CFP: o que é, vantagens e como obter o certificado?

Cada certificação do mercado de investimentos tem uma função específica. Contudo, elas tem em comum o papel de permitir que você atue em determinadas atividades. Se o seu objetivo for se destacar no mercado e impulsionar sua carreira, uma das principais alternativas é a certificação CFP, que tem reconhecimento internacional.

Embora ela não seja obrigatória para desempenhar um determinado cargo — como um consultor de investimentos ou agente autônomo de investimentos (AAI) —, o CFP pode se tornar um grande diferencial para o profissional. Por isso, é importante entender como o certificado funciona e como você pode obtê-lo.

Neste artigo, você conhecerá melhor a certificação CFP e descobrirá como ela pode alavancar sua carreira. Confira!

 

O que é a certificação CFP®?

Sigla para Certified Financial Planner, a certificação CFP tem caráter internacional e é voltada para profissionais do mercado de investimentos. Ela atesta determinado nível de conhecimento e experiência para atuação como planejador financeiro pessoal.

O planejador financeiro com certificação CFP pode atuar de forma independente ou dentro de uma instituição financeira. Ele atua no sentido de auxiliar pessoas e empresas quanto à análise da sua situação financeira, planejamento tributário e sucessório.

Além disso, o profissional pode ajudar na alocação de investimentos e montagem de carteira — sempre considerando o perfil e os objetivos individuais de seus clientes.

Internacionalmente, a certificação CFP é de responsabilidade da entidade Financial Planning Standards Board (FPSB). No Brasil, a certificação fica a cargo da Associação Brasileira de Planejadores (Planejar).

 

Como funciona a prova?

Para obter a certificação CFP, uma das etapas envolve uma prova que testa seus conhecimentos. Ela pode ser realizada de duas formas: pelo exame completo ou em módulos.

No primeiro caso, é obrigatório acertar, no mínimo, 70% das questões — com mínimo de 50% em cada módulo. Na prova modular, é necessário ter 70% de acertos em cada módulo, sendo que é possível realizar até 6 provas no período máximo de 24 meses.

Durante o exame, são aplicadas 140 questões divididas entre 6 módulos. São eles:

  • planejamento financeiro e ética;
  • gestão de ativos e investimentos;
  • planejamento de aposentadoria;
  • gestão de riscos e seguros;
  • planejamento fiscal;
  • planejamento sucessório.

Caso você consiga a aprovação mínima em parte dos módulos, mas não em todos, pode fazer uma nova inscrição para a prova modular. Assim, é possível escolher apenas os módulos que faltam para se certificar.

A inscrição é feita com a Planejar e envolve o pagamento de uma taxa. O valor é diferente para o exame completo ou por cada módulo. As provas são aplicadas em datas previstas pelo calendário da entidade.

 

Quais são os requisitos da certificação?

Como você viu, a aprovação em todos os módulos da prova é condição indispensável para obter a certificação CFP. No entanto, esse não é o único aspecto que deve ser considerado.

Segundo a Planejar, existem outros requisitos, que são:

  • comprovar conclusão de Ensino Superior, em qualquer graduação, por meio de diploma válido no Ministério da Educação (MEC);
  • comprovar experiência profissional no atendimento direto de pessoa física por 1 ano de modo supervisionado ou de 3 anos sem supervisão;
  • aderir ao Código de Conduta Ética da Planejar e de Responsabilidade do Candidato.

Caso você cumpra todos os requisitos, após a aprovação do exame deverá solicitar sua associação junto à Planejar. Para isso, é necessário fazer o pagamento de uma anuidade. A inadimplência pode tornar sua certificação inválida.

Outro ponto importante para considerar é a expiração da certificação CFP. Ela tem um prazo de validade de 2 anos. Para mantê-la, é preciso:

  • estar adimplente com o pagamento da anuidade;
  • ter 30 créditos de educação continuada nos últimos 24 meses;
  • aderir novamente ao código de ética.

Por que a certificação CFP é importante?

Mas, afinal, o que torna a certificação CFP tão relevante? O fato de ela ser uma certificação internacional é bastante latente, já que ela é vista no mercado com muito prestígio. Sendo assim, é possível adicionar peso ao seu currículo com esse tipo de qualificação.

Além disso, ela serve para atestar a capacidade técnica e prática de um profissional da área de investimentos. Ao obtê-la, você pode, por exemplo, auxiliar clientes quanto à alocação de ativos, de modo direto. E eles podem sentir mais confiança em profissionais certificados.

Outro ponto importante é o fato de ela ser especialmente abrangente. Devido à forma como a prova é aplicada, é possível atuar além dos investimentos — o que inclui, como você viu, planejamento fiscal e sucessório, plano financeiro, seguros e mais.

Note que as funções da CFP e das certificações da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA) são distintas. Isso porque as certificações da ANBIMA se voltam para a venda de produtos e modalidades de investimento.

A certificação também se difere de outras do mercado — como a Ancord ou o PQO. Assim, a fim de evitar conflito de interesses, um profissional CFP que atue como consultor ou assessor de investimentos, por exemplo, não pode exercer ambas as atividades ao mesmo tempo.

Para atuar como planejador, portanto, é preciso abrir mão da atuação paralela em outra função no mercado de investimentos.

 

Quais são as vantagens dessa certificação?

Como você viu, a CFP está entre as mais importantes certificações financeiras. Sendo assim, obtê-la é uma forma de se destacar no mercado. Com ela, é possível demonstrar um nível maior de conhecimento para auxiliar pessoas e famílias a organizar suas finanças pessoais, para realizar planos de sucessão e herança, seus aspectos legais e tributários, analisar metas e objetivos das pessoas e organizar planos de investimentos para alcança-los, entre outros.

Considerando que a certificação CFP não é obrigatória para exercer atividades, ela pode se transformar em um grande diferencial na sua carreira. Logo, você tem a chance de evoluir sua atuação no mercado de investimentos.

Isso pode favorecer o acesso a oportunidades no mercado. Você poderá participar de diversas empresas e instituições financeiras ou abrir o próprio negócio como planejador financeiro pessoal, por exemplo.

Por ser uma certificação internacional, ela também amplia as possibilidades de carreira. Os profissionais certificados têm direito a acessar eventos e atividades e, dependendo do caso, podem até atuar em outros países.

 

Como se preparar para obter a certificação CFP?

Considerando a relevância da certificação CFP, é fundamental se preparar de modo completo para obter a aprovação. Como vimos, o primeiro passo é começar a atuar como profissional do mercado finaceiro. Afinal, será preciso ter, no mínimo, 1 ano de experiência.

O tempo mínimo de 1 ano é válido para quem obteve essa experiência profissional de modo supervisionado por um profissional CFP aprovados pela Planejar. Já o tempo mínimo de experiência profissional exigida sem a supervisão é de 3 anos de atuação comprovada nas áreas cobertas pela certificação.

Também é importante estar pronto para a prova — que envolve um amplo teste de conhecimentos do mercado de investimentos. Comece pela leitura do edital e confira qual é a porcentagem de questões de cada módulo, pois isso pode ajudá-lo a entender onde concentrar seus estudos.

Além disso, pode ser interessante buscar cursos preparatórios. Dessa forma, você contará com uma abordagem didática sobre essa certificação. Ainda, vale a pena fazer simulados e estudar provas antigas.

Como vimos, a certificação CFP é uma das mais relevantes e reconhecidas do mercado de investimentos. Com essas dicas, você estará mais preparado para o exame e para o processo de associação à entidade responsável por ela — o que pode fazer toda a diferença na sua carreira.

Se você já atua no mercado de investimentos e deseja contar com uma ferramenta para otimizar e elevar o nível da sua atuação profissional junto aos clientes, conheça o AdvisorSmartbrain Profissional!

 

generico_3

 

Postado por Cassio Bariani CFP® Dezembro 9, 2021
Cassio Bariani CFP®