Search:

Controle seus rendimentos de aluguel com eficiência

Categoria: Rentabilidade

Muita gente investe em imóveis para alugar e diversificar a renda. Há também aqueles que herdaram casas ou apartamentos e os mantêm alugados para ter tranquilidade na vida com os rendimentos mensais.

Qual é o seu caso: você vive de aluguéis? Ou quer partir para esse tipo de investimento? Está buscando complemento de renda?

Se os aluguéis são importantes para você, é preciso fazer um controle eficiente. Primeiramente, quem pretende investir em imóveis para alugar, precisa pesquisar empreendimentos em regiões que tenham alta demanda, que normalmente são aquelas dotadas de infraestrutura – transporte, comércio e serviços.

Assim como a boa localização, o estado dos imóveis pesa, os novos e os bem conservados alcançam preços de aluguéis mais competitivos. Também é necessário levantar os valores dos condomínios e do IPTU para saber o impacto destes custos nos aluguéis.

Já o investidor que já possui imóveis alugados deve controlar os prazos de reajustes, os vencimentos dos contratos, as garantias ou finanças e os seguros. Também é essencial monitorar constantemente como estão os preços dos aluguéis em relação à região e a outros imóveis semelhantes ou no mesmo prédio.

Outro ponto de atenção é sempre se antecipar aos vencimentos dos contratos e negociar renovações com os locatários ou procurar outros interessados, evitando que os imóveis fiquem vagos.

Mas além de gerenciar contratos de locação e se ater aos valores financeiros que recebe, é fundamental acompanhar, com precisão, a rentabilidade de locação de cada imóvel – que é a relação entre a renda e o valor de mercado do imóvel.

Controle seus rendimentos de aluguel com eficiência

Hoje, a tecnologia é uma aliada na gestão dos aluguéis. Com o sistema de consolidação de investimentos da SmartBrain, é possível reunir e organizar todas as informações contratuais e acompanhar de forma automática a real rentabilidade da carteira de aluguéis.  

Neste sistema, é possível visualizar a divisão da renda total por imóveis e por locatários, o que permite analisar os níveis de concentração e os riscos da carteira. Por exemplo, o investidor consegue mensurar qual seria impacto na rentabilidade da carteira no caso de rescisão de um grande locatário.

Portanto, o sistema permite monitorar a evolução da vacância - física, em metros quadrados, e a financeira, em reais. Uma situação de vacância significa não receber os aluguéis e ainda ter que arcar com todos os custos de manutenção dos imóveis desocupados. Tudo isso é precisamente calculado no sistema de consolidação da SmartBrain.

Com a ferramenta, fica mais fácil cuidar da parte administrativa, acompanhar o desempenho da carteira de aluguéis. Além disso, este é o único sistema do País que faz a consolidação dos investimentos imobiliários com os financeiros. Desse modo, os investidores têm uma visão geral do seu patrimônio e, logicamente, isso leva a decisões mais rápidas e assertivas.

Ao fazer comparações entre as rentabilidades de locação dos imóveis com o mesmo perfil ou com os retornos de outros tipos de investimentos, identifica-se aqueles que têm pior desempenho para adotar as melhores soluções: fazer reajustes dos preços dos aluguéis, realizar trocas de imóveis residenciais por comerciais, por exemplo, ou partir para outras alternativas.

Oportunidades no horizonte

Cada vez mais surgem oportunidades no mercado de locação, que está em plena transformação. E, com uma gestão eficaz, maiores são os retornos.

O Airbnb tem impulsionado a renda dos aluguéis de imóveis por temporada. Uma pesquisa feita pela plataforma no ano em 2018 apontou que 53% dos anfitriões brasileiros alugam imóveis para obter renda extra e 44% usam esse dinheiro para pagar contas no final do mês.

Existem ainda diversas startups que conectam locadores e locatários e oferecem soluções que simplificam os processos de contratações. Toda a negociação, fianças e assinaturas são feitas em ambiente digital, por meio de aplicativos.

Segundo empresários e especialistas do setor que participaram do Summit Imobiliário promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo no final de abril, estão em curso mudanças sociais e comportamentais. Principalmente nos grandes centros urbanos, muita gente tem preferido alugar imóveis, mesmo tendo dinheiro suficiente para comprá-los, por uma questão de liberdade. Principalmente os jovens não querem se fixar em um endereço por muitos anos, pagando longos financiamentos imobiliários. Nas grandes cidades, os principais desejos das pessoas são morar perto do trabalho, ter mobilidade e poder acessar vários serviços com facilidade.

Nesse cenário, diversas construtoras têm lançado novos perfis de empreendimentos com foco nos investidores. O mote é: “imóveis para alugar”. Entre as vantagens oferecidas estão os serviços compartilhados. Os moradores podem reservar, usando aplicativos, bicicletas, carros, apartamentos para receber visitas e até escritórios equipados com computadores, rede wi-fi e telefones. Isso sem falar nos serviços de hotelaria como limpeza e arrumação dos apartamentos.

Outras tendências são de edifícios multiuso, que juntam apartamentos para moradia, shopping center, hotel e escritórios corporativos.

Em função destas mudanças e inovações, os agentes do mercado avaliam que, nas grandes cidades, a rentabilidade média dos aluguéis residenciais, hoje em 0,3% ao mês, poderá se aproximar nos próximos anos da média atual dos imóveis comerciais em São Paulo, de 0,7% ao mês. Fique de olho e aproveite!

Continue acompanhando o Blog da SmartBrain e fique por dentro das tendências do setor de investimentos!

Guilherme Americano Vidigal

Novos Negócios

Conheça mais sobre nossa plataforma

Simule e salve suas carteiras de investimento para ter maior controle sobre eles.

Fale conosco