Search:

Renda fixa: carteira própria ou fundo? O simulador te ajuda nessa escolha

Categoria: Renda Fixa

Na hora de aplicar em renda fixa, muitos investidores ficam em dúvida sobre qual caminho seguir: “Devo montar a minha própria carteira com títulos disponíveis no mercado ou investir em um fundo da mesma categoria?”

Sabemos que é muito comum esse dilema diante do grande leque de produtos oferecidos tanto pelas plataformas abertas de investimentos quanto pelos bancos. A disputa entre as instituições é grande e você deve ser bombardeado de anúncios como “Compre o CDB do Banco X que rende 105% do CDI”; “Temos LCI a 95% do CDI sem imposto” ou “Acesse através de nossa plataforma o Tesouro Direto e compre o título que quiser”. Do outro lado, segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), hoje existem cerca de 2.500 fundos de renda fixa disponíveis no mercado, o que torna a sua escolha ainda mais complexa.

Ao investir em um fundo de renda fixa, você entrega o seu dinheiro a um gestor de investimentos, profissional especializado em analisar o mercado, o cenário político e econômico, os títulos pré e pós fixados, a curva de juros, entre outros com o objetivo de desenvolver estratégias para gerar retorno.

Já ao montar a sua própria carteira, você passará a desempenhar o papel de gestor, pois precisará selecionar os títulos de renda fixa e para tal precisará acompanhar de perto os movimentos da conjuntura macroeconômica do país, como explicamos em um outro post.

Como você deve fazer? 

A tecnologia está aí para te ajudar nesse processo de escolha. Primeiramente, você pode fazer buscas em um comparador de investimentos para comparar e selecionar títulos do Tesouro - LFT, LTN, NTN-B, NTN-BP e NTN-F, escolher títulos de crédito privados como CDBs pré ou pós-fixados, além de LCIs, LCAs, CRIs, CRAs, entre outros títulos indexados ao CDI, IPCA etc.

Depois, com um simulador de investimentos, você consegue testar uma combinação com diversas aplicações e ver como elas se comportam.

Após montar sua carteira de renda fixa, você poderá comparar também a rentabilidade dela com o desempenho dos fundos de renda fixa.

Assim, você verá se a sua gestão é mais assertiva do que a dos gestores de fundos, comparando a rentabilidade e a volatilidade da sua carteira versus um fundo ou uma série deles.

Viu como é prático!

Acesse o smartComparador!

Experimente agora o SmartSimulador. O acesso é gratuito!

 

 

Henrique Garcia

CEO

Conheça mais sobre nossa plataforma

Simule e salve suas carteiras de investimento para ter maior controle sobre eles.

Fale conosco