Search:

Suitability ou Perfil do Investidor: por que você deve gostar e não detestar esse questionário?

Categoria: Investidor

Muitos investidores acham chato ter que preencher o Suitability ou Avaliação de Perfil do Investidor (API). Esse questionário, aplicado por bancos e corretoras, é uma exigência da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), por meio da instrução no. 539/2013 e vai além de definir se você é um investidor conservador, moderado ou agressivo.

Muita gente não gosta de ter que responder a tantas perguntas- “Por que querem saber tantos detalhes da minha vida financeira?”, ou acha bastante desagradável ter que gastar tempo com aquela burocracia toda. Assim, acabam respondendo rapidamente, de qualquer forma e sem prestar atenção aos detalhes, apenas para cumprir “tabela” e poderem seguir adiante com suas aplicações.

Como cada instituição financeira desenvolve o seu próprio Suitability, os investidores que possuem contas em vários bancos ou corretoras, têm que responder diferentes questionários , o que costuma ser motivo de mais queixas.

Porém, é importante entender que todo Suitability tem por trás uma metodologia, uma série de questões técnicas e comportamentais, estudadas e desenvolvidas por especialistas e que realmente ajudam a definir o perfil de um investidor como você.

 

Por dentro do Suitability

Você possui demandas específicas como investidor. São muitas as variáveis que devem ser consideradas na hora de escolher investimentos tais como a fase da sua vida, o patrimônio que possui, a sua renda, o valor disponível para investir, metas de curto, médio e longo prazos, a liquidez que precisa, o período que pretende manter o dinheiro em determinadas aplicações e a sua tolerância a oscilações de preços, o chamado “apetite ao risco”.

É justamente a partir das respostas que você preenche no seu Perfil de Investidor que os profissionais e consultores de investimentos avaliam todos esses aspectos e, desse modo, conseguem prestar uma assessoria mais assertiva.

Então, o Suitability vai além do cumprimento de uma exigência legal, pois trata-se de uma ferramenta de inteligência que avalia aspectos comportamentais e que traz vantagens aos investidores, permitindo que você tenha uma carteira de investimentos compatível com suas características e objetivos.

Segundo a instrução da CVM, a reavaliação das suas características como investidor deve ser feita pelos bancos e corretoras a cada dois anos, ou seja, o Suitability tem que ser reaplicado periodicamente, visto que os projetos e o grau de tolerância ao risco das pessoas se alteram ao longo do tempo.

Mas dada a sua importância para o sucesso de seus investimentos, o ideal é que você refaça o seu Suitability sempre que ocorrerem mudanças em sua vida financeira.

Esta ferramenta é também uma maneira de você passar informações de forma organizada ao seu assessor de investimentos. Para poder auxiliá-lo, este profissional deve ter um contato permanente com você.

A experiência de um profissional a respeito das suas características como investidor ao longo dos anos através de ferramentas como o Suitability é o que poderá ser o diferencial para que você alcance os resultados esperados em suas aplicações financeiras.

Assim, preencha o Suitability ou Avaliação do Perfil do Investidor com disposição e atenção aos detalhes! Essa ferramenta é sua aliada!

Continue acompanhando o blog da SmartBrain!

Você pode gostar também:

Saiba como simular uma carteira de investimentos em apenas 5 passos

Henrique Garcia

COO e cofundador

Conheça mais sobre nossa plataforma

Simule e salve suas carteiras de investimento para ter maior controle sobre eles.

Fale conosco