Tudo está conectado. Mais do que isso, todos estão conectados. Inclusive você. As inovações tecnológicas - conectividade, mobilidade, computação em nuvem e inteligência aplicada à análise de dados (big data), têm alterado profundamente a vida de todos e também a dinâmica do setor de investimentos e serviços financeiros.

Esse processo de transformação digital onde cada vez mais surgem ferramentas que ajudam a aumentar a eficiência das operações e amplia o alcance do atendimento e a conquista de novos clientes tem gerado novas oportunidades de negócios. Aqui no Brasil, vemos cada vez mais o avanço acelerado das plataformas digitais de distribuição de investimentos e do crescimento da consultoria de investimentos independentes, que oferecem um serviço de assessoria especializado aos investidores de forma geral, e não somente àqueles categorizados como clientes “private” e com uma oferta de diversos produtos e não somente àqueles específicos de uma única instituição.

Uma nova oportunidade profissional

Diversos profissionais como você, que há muito tempo trabalha em alguma instituição financeira, estão deixando seus empregos atuais para se transformarem em consultores independentes e agentes autônomos de investimento. Mas porque isso está acontecendo e como você pode se aventurar nessa empreitada?

Sabemos que, ao considerar essa possibilidade, surgem muitas dúvidas. Principalmente o receio de abandonar um emprego estável como também de não conseguir desempenhar seu trabalho de acordo com as expectativas, uma vez que você não contará com a infraestrutura da empresa em que trabalha. Mas você já parou para refletir como a era digital tem modificado as formas de trabalho na área de assessoria de investimentos?  Como as novas tecnologias abrem um grande espaço para a atuação do profissional independente? Não é à toa que diversos amigos e companheiros de trabalho estão indo para esse caminho.

Mas os motivos vão além do profissional. Além das enormes oportunidades de empreender e de ter ganhos com novos negócios, a melhoria na qualidade de vida têm pesado bastante nessa decisão.

Temos ouvido diversos profissionais relatarem que o caminho do trabalho como autônomo tem muito a ver com a qualidade de vida e a busca de uma liberdade maior. Muitos assessores independentes comentam que podem escolher onde trabalhar – em casa, em um escritório próprio ou até em um coworking. Outros preferem formar equipes com colegas e outros profissionais para montarem escritórios próprios, mas o que mais ouvimos é: “Hoje sou dono da minha vida, do meu horário, da minha carga de trabalho e posso escolher se quero trabalhar de camisa ou camiseta. Finalmente me livrei das pressões e das metas inalcançáveis”.

Vemos que, nessa mudança de chave na carreira, o que está em jogo é a busca por maior satisfação pessoal.  

Nova geração, mesmos objetivos, caminhos diferentes.

A tão famosa geração Y, que também é conhecida como geração do milênio, valoriza o equilíbrio entre a vida profissional e a pessoal. Para eles, a produtividade não deve ser medida pelo número de horas passadas dentro de um escritório, mas pelos resultados conquistados.

É Justamente aí que surge a segunda dúvida. Muitos se perguntam: “Será que vou conseguir ter um ganho adequado uma vez que a assessoria de investimentos independente está baseada em uma remuneração variável e que depende da qualidade e da eficiência do meu trabalho?”.

Hoje, o profissional que escolheu se lançar ao trabalho autônomo e ao empreendedorismo, além de contar com a experiência, possui ou pode conquistar uma excelente formação com diversas certificações ligadas ao mercado financeiro, que funcionam como selos de qualidade. Ao possuir estas certificações, está habilitado a desempenhar suas funções e a cobrar via rebate ou através de fees pelos serviços prestados. Os comentários que mais ouvimos é: “Melhorei muito a minha vida e o melhor, hoje ganho muito mais dinheiro”

Desafios diferentes

Para desempenhar essa nova forma de trabalho é necessário manter-se atualizado sobre tendências do mercado financeiro e aperfeiçoar seu conhecimento técnico e outras competências. Dentre elas, é importante ter conhecimento sobre técnicas de prospecção, a regulação do mercado e contar com a tecnologia para garantir um atendimento personalizado.

Neste sentido, as ferramentas on-line de gestão e controle são aliadas importantes do profissional independente, pois possibilitam avaliar de forma mais precisa os perfis, as necessidades e as carteiras de investimentos de cada investidor. Com a tecnologia, o suporte aos clientes fica mais ágil e mais assertivo, pois requer menor tempo com o trabalho de controle e consolidação dos investimentos e facilita seu trabalho de análise, recomendação e apresentação de resultados através de extratos ou relatórios de investimentos.

Você já pensou em ter o seu próprio negócio? Caso já tenha partido para a assessoria independente, se preocupa em ganhar competitividade?

Sendo um profissional independente ou não, continue lendo o blog da SmartBrain e fique sempre por dentro das tendências do setor de investimentos.