Assessoria Financeira

Como alavancar sua carreira como assessor de investimentos? Confira 6 dicas específicas para essa profissão!

Quer fazer sua carreira no mercado de investimentos decolar? Veja 6 dicas para evoluir nesse setor e se destacar de outros assessores de investimentos!


Para ter crescimento e sucesso profissional, você precisa evoluir a sua forma de agir e de entregar resultados. Isso é válido tanto se você já tiver uma carreira no mercado de investimentos quanto se estiver nas primeiras etapas da profissão de assessor de investimentos.

A evolução, por sua vez, é composta por aprimoramento da habilidade no trabalho, desenvolvimento de competências, experiência e atualização. Assim, você pode aumentar as chances de atingir novos patamares em sua vida profissional.

Quer saber como iniciar ou evoluir sua carreira no mercado de investimentos? Continue a leitura e veja 6 dicas essenciais!

 

Como funciona o mercado de investimentos?

Para iniciar ou evoluir sua carreira como agente autônomo de investimentos, vale saber que o mercado de investimentos envolve investidores interessados em alcançar objetivos distintos — como aumentar e proteger o patrimônio.

E, nesse processo, os assessores de investimento tem papel fundamental. Afinal, eles prestam suporte ao investidor em caso de dúvidas e podem apresentar investimentos alinhados ao perfil e objetivos do seu cliente.

Porém, também existem atividades relacionadas à otimização do pagamento de impostos ou à sucessão patrimonial, por exemplo. Por esse motivo, o segmento tem profissões com diferentes níveis de atuação.

Assim, ao conhecer as opções, se torna mais fácil identificar onde deve se concentrar seus esforços de atuação — considerando a regulamentação da profissão — e traçar um plano de carreira mais adequado.

Confira a seguir as principais profissões do assessor de investimentos e entenda as diferenças de atuação entre esses profissionais:

Consultor CVM

O consultor de valores mobiliários ajuda clientes na composição e na manutenção de uma estratégia de alocação. Para tanto, ele pode fazer o aconselhamento e recomendar investimentos de acordo com as características do investidor.

AAI

Os agentes autônomos de investimento são pessoas físicas que atuam como prepostos, e necessariamente vinculados a uma corretora ou instituição financeira. Suas atividades são eminentemente comerciais: de prospecção e captação de clientes; de recebimento e registro de ordens; e de prestação de informações acerca dos produtos e serviços oferecidos pelas corretoras.

Banker

O banker costuma ser o profissional de um banco que atua junto a investidores. Um private banker, por exemplo, foca em clientes de alto padrão e amplo patrimônio.

Planejador

O planejador financeiro tem uma atuação mais ampla, que inclui orientações acerca do planejamento financeiro, alocação de recursos e até mesmo sucessão patrimonial.

Assim, ele pode ajudar seu cliente a montar um plano financeiro, sucessório, tributário e a colocar em prática diversas outras estratégias.

Gestor de patrimônio

Por fim, o gestor de investimentos pode atuar com foco em uma carteira específica — como o gestor de um family office, por exemplo —.

O gestor de patrimônio é especializado em sugerir carteiras de investimentos, buscando no mercado os produtos mais adequados para as pessoas.

Gestor de Recursos

O gestor de recursos é aquele profissional que administra produtos, como fundos de investimentos. Por exemplo, ele pode ser gestor de um fundo aberto para vários cotistas ou de fundos exclusivos para determinados clientes ou grupos. O gestor de recursos não cuida dos clientes em si, mas sim, de um produto ou de uma gama de produtos que os clientes decidiram investir. 

Perceba que cada profissional possui objetivos, foco e mecanismos de atuação distintos. Ter uma visão do seu papel enquanto assessor de investimentos, portanto, é um passo fundamental para ter êxito na sua jornada profissional.

Assim, você conseguirá fazer uma avaliação mais ampla acerca da sua atuação e identificar seus pontos fortes e fracos, ameaças e oportunidades que podem impulsionar — ou atrapalhar — seu crescimento no mercado.

Ainda, terá condições de lidar melhor com os desafios profissionais e fortalecer seu desempenho ao longo do tempo.

 

6 Dicas para alavancar sua carreira no mercado de investimentos

Até aqui, você viu quais são as principais características do mercado de investimentos e entendeu que, para ter sucesso, precisa se concentrar no seu nicho de atuação. Contudo, para crescer profissionalmente, também é possível usufruir de dicas que facilitem a sua trajetória.

Quer descobrir como alavancar a carreira de assessor de investimentos? Confira 6 passos essenciais para colocar em prática!

 

1. Obtenha certificações específicas

As certificações para atuar no mercado de investimentos têm um papel fundamental na jornada de profissionais do segmento. Elas podem ser obrigatórias ou optativas, mas todas atestam determinado nível de conhecimento em temas relevantes para atuar junto aos seus clientes.

Para ser assessor de investimentos, por exemplo, é preciso ter a certificação da Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias (Ancord).

Também existem certificações da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA) — como a CPA 10, CPA 20 e CEA, que podem ser obrigatórias para bankers e consultores, por exemplo.

Além disso, existe a Certified Financial Planner (CFP). Essa certificação não é obrigatória para ser um profissional do mercado de investimentos, mas tem reconhecimento internacional e atesta conhecimentos relevantes. Desse modo, pode ser uma forma de se destacar na carreira.

 

2. Desenvolva as competências necessárias

Embora o conhecimento técnico seja relevante, ele não é o único aspecto a ser considerado no desenvolvimento profissional. Também é preciso se preocupar com as soft skills, que são competências comportamentais.

Elas não podem ser medidas como o conhecimento técnico, mas são essenciais para superar desafios e alcançar resultados. Entre os assessores as soft skills mais importantes, estão:

● conhecimento técnico do mercado de investimentos

● capacidade analítica;

● habilidade comercial;

● perfil empreendedor;

● boa comunicação;

● visão holística;

● organização;

● escuta ativa;

● empatia;

● inteligência emocional.

Essas competências servem como ferramentas para ter sucesso nas tarefas. Um assessor , por exemplo, precisa ter boa comunicação para prestar suporte aos clientes e inteligência emocional para auxiliar os investidores diante de crises e outros desafios cotidianos.

Ao mesmo tempo, o assessor deve ter um perfil comercial para prospectar novos clientes e uma visão holística para ir além do senso comum e oferecer um serviço diferenciado aos seus clientes. Logo, conhecer os investimentos não é o bastante, pois as atividades exigem diversas capacidades.

Ao identificar as habilidades que podem ser melhoradas e identificar meios de trabalhar essas questões, você poderá atuar de forma cada vez mais estratégica — e alavancar sua carreira como assessor de investimentos.

 

3. Aprimore suas habilidades com a tecnologia

O mercado de investimentos tem se tornado cada vez mais tecnológico — a exemplo da criação do Open Finance e de outras mudanças que surgem a cada dia. Além de essas transformações alcançarem os clientes, há novidades que envolvem os AAIs.

Portanto, é preciso ser capaz de acompanhar essa evolução e de usar as ferramentas disponíveis da melhor maneira. Por exemplo, saber utilizar uma plataforma que consolida carteiras e investimentos ou que favorece a prospecção com um asset allocation é determinante para ser mais produtivo e eficiente.

Isso otimiza a sua gestão do tempo e pode ajudá-lo a entregar uma performance melhor. Assim, a tecnologia traz oportunidades para evoluir na carreira — e você não deve ignorá-las.

 

4. Escolha seus parceiros com atenção

Um dos aspectos fundamentais para ter sucesso como agente autônomo de investimentos é saber escolher seus parceiros com atenção. Assim, vale a pena avaliar com cuidado a instituição financeira à qual você pretende se vincular — como uma corretora ou banco de investimentos.

Ainda, se você decidiu não abrir seu próprio escritório de investimentos, é preciso ponderar quais assessorias de investimentos estão alinhadas às suas perspectivas profissionais para o futuro.

 

5. Estude de maneira contínua

Para a sua carreira como assessor evoluir de modo consistente, você deve se manter informado e se capacitar ao longo do tempo. Então é preciso estudar continuamente.

Como você viu, uma das formas de fazer isso é pelas certificações e pelo desenvolvimento de soft skills. Porém, também vale a pena acompanhar o mercado e consumir conteúdo qualificado. Na Smartbrain, por exemplo, você conhece tendências e tem dicas para melhorar sua atuação a cada dia.

 

6. Acompanhe as tendencias do mercado e da economia

Por fim, é fundamental estar atualizado com o que esta acontecendo no mercado, as tendencias econômicas, as projeções dos analistas, as notícias locais e no mundo, os produtos existentes e suas diferenças, a alocação de carteiras, os perfis de investidores, a tolerância a risco das pessoas em relação a volatilidade ou perdas permanentes , buscando ferramentas e soluções para melhorar seu trabalho e oferecer aos seus clientes uma assessoria de primeira linha. Isso poderá otimizar o atendimento e o suporte e permitir que você se destaque frente aos seus concorrentes.

Como você viu, seguir essas 6 dicas pode ajudar você a evoluir sua carreira de assessor. Ao dar atenção a cada uma das etapas, você poderá se desenvolver e atingir seus objetivos profissionais com mais facilidade.

Para se manter atualizado e em constante evolução, continue acompanhando nossas publicações no blog da Smartbrain!

 

generico_3

 

Similar posts

Assine nossa newsletter com conteúdo exclusivo.