Cassio Bariani CFP®
por Cassio Bariani CFP® em 28 Julho 2020

Você sabe o quanto está ganhando com seus investimentos?

Entre tantas questões complicadas, essa simples questão ainda é uma das mais difíceis para muitos investidores responderem: “Você sabe realmente o quanto está ganhando com seus investimentos?” 

Por incrível que pareça, muita gente não tem essa resposta de ‘bate pronto’. Este pode ser o seu caso. 

A maioria dos investidores têm uma ideia de quanto seus fundos, ações e títulos de renda fixa rendem individualmente, mas não consegue enxergar, com precisão, a totalidade do desempenho da sua carteira de investimentos. 

 

Por que isso acontece? 

Por motivos triviais como:

 

Ter investimentos em mais de um banco ou corretora

Cada vez mais investidores como você buscam oportunidades em diversas plataformas de investimentos. Isso significa que diversos ativos e produtos financeiros investidos estão espalhados, investidos em diversos bancos e corretoras. 

 

Analisar os ativos individualmente

Um dos principais erros dos investidores é olhar os ativos de forma isolada, às vezes, investem influenciados por uma propaganda, com base na dica de um amigo ou são atraídos pelas chamadas “aplicações da moda”, mas não têm uma visão mais ampla, dos efeitos de cada aplicação na carteira. Mas para investir bem, é essencial ter uma visão de portfólio.

 

Fazer cálculos manualmente esporadicamente

Muita gente não monitora de forma contínua o desempenho dos seus investimentos porque é muito trabalhoso e gasta-se muito tempo para executar os cálculos da rentabilidade da carteira manualmente, usando planilhas ou calculadoras. Normalmente, esses cálculos são feitos esporadicamente. 

Para calcular o retorno da carteira de forma realmente correta é necessário muito conhecimento e, mesmo no caso de quem tem experiência, como são muitas fórmulas e etapas, são grandes as chances de erros.

 

Desconsiderar eventos em uma metodologia de cálculo simples

Completando o item anterior, muita gente usa um cálculo simplista para saber o retorno agregado dos investimentos, porém, o resultado é impreciso. É a média ponderada – a soma da rentabilidade de cada um dos ativos multiplicada por sua participação (%) na carteira, depois dividindo esse valor pela soma dos pesos. O problema é que esse tipo de cálculo não leva em conta as movimentações de aplicação e resgate, além de diversos eventos como tributação, ou seja, há imprecisão na rentabilidade da carteira. E olhar de forma errada para os investimentos, pode levar a decisões equivocadas.

 

Qual é a solução? 

Você pode usar o Advisor, o nosso consolidador de investimentos, para controlar sua carteira de forma correta e automática e ter diariamente um extrato atualizado. 

O cálculo da rentabilidade de um portfólio de investimentos é cheio de detalhes e o sistema observa tudo:

  • Aplicações e resgates realizados;
  • Pagamentos de dividendos, juros sobre capital próprio e bonificações, no caso das ações;
  • Reinvestimentos de dividendos ou outros proventos na carteira;
  • Pagamentos de amortizações e juros de títulos de renda fixa como CRIs, CRAs e debêntures;
  • Recolhimento de come-cotas e IOF no caso dos fundos de investimentos;
  • Cálculo de Gross-Up nos títulos isentos;
  • Custos de corretagem e custódia das operações com ações, entre outros.

O Advisor tem em seu banco de dados todos os ativos do mercado financeiro brasileiro, provido por fontes oficiais. Além disso, executa cálculos corretos com base na precificação dos ativos e metodologias adequadas, fornecendo a rentabilidade real das carteiras de investimentos diariamente.

E mais uma vantagem: no Advisor, a consolidação de uma carteira de investimentos é 100% gratuita!

 

“Investir é sobre controlar o seu próprio jogo”, como disse Benjamin Graham.

 

Postado por Cassio Bariani CFP® Julho 28, 2020
Cassio Bariani CFP®