Cassio Bariani CFP®
por Cassio Bariani CFP® em 07 Dezembro 2021

Como se preparar para a prova da Ancord? Descubra!

O mercado de investimentos traz diversas oportunidades profissionais e, por isso, tem despertado o interesse de muitas pessoas. Porém, para seguir determinadas carteiras, é preciso obter certificações específicas — e uma delas envolve a prova da Ancord.

Essa é uma certificação reconhecida amplamente no mercado e que é voltada para quem deseja atuar como assessor de investimentos — ou agente autônomo de investimentos (AAI). Para alcançar a aprovação, o ideal é se preparar desde já, em busca de atender aos critérios de aprovação.

Neste artigo, você aprenderá mais sobre a certificação e descobrirá como se preparar para a prova da Ancord com dicas práticas. Continue a leitura e confira!

 

O que é e para que serve a prova da Ancord?

A prova da Ancord, como você viu, é um exame que promove a certificação obrigatória para quem tem interesse em exercer a profissão de assessor de investimentos.

Trata-se de um profissional que atua vinculado a uma instituição financeira e tem como principal missão apresentar produtos financeiros, tirar dúvidas e operacionalizar ordens de compra e venda dos investidores. Assim, ele presta atendimento e suporte qualificado aos investidores assessorados por ele.

É importante notar que o AAI não pode fazer análises ou recomendações de investimento e nem toma decisões pelo investidor. Contudo, ele tem um papel essencial para apoiar pessoas iniciantes ou experientes na tarefa de conhecer melhor as diferentes alternativas do mercado de investimentos.

Por determinação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que regulamenta a atividade, só pode atuar como AAI quem obtiver a certificação Ancord e o devido credenciamento. Portanto, a realização do exame é um requisito indispensável para o profissional.

Assim, a prova é aplicada com condições padronizadas e busca analisar os candidatos em relação a seus conhecimentos técnicos acerca do mercado de investimentos.

A avaliação é garantida pela Associação Nacional das Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias (Ancord) — entidade de classe reconhecida para avaliar e certificar esses profissionais.

 

Como funciona essa prova?

Se você tiver interesse em fazer a prova da Ancord, o primeiro passo para começar a se preparar é conhecer todas as características referentes ao seu funcionamento. Com isso, é possível entender as regras e saber o que esperar do processo de certificação.

A seguir, veja quais são os principais aspectos da certificação Ancord!

Assuntos abordados

O exame é composto por 80 questões objetivas, as quais são divididas entre os principais temas do mercado de investimentos. Confira quais são os assuntos abordados:

● Mercado de Capitais, Produtos, Modalidades Operacionais, Liquidação: 20 questões;

● A Atividade do Agente Autônomo de Investimento: 12 questões;

● Mercados Derivativos, Produtos, Modalidades Operacionais, Liquidação: 12 questões;

● Mercado de investimentos, Outros produtos não classificados como valores mobiliários, Modalidades Operacionais, Liquidação: 7 questões;

● Administração de Risco: 4 questões;

● Fundos de Investimentos: 4 questões;

● Lei nº 9.613/98; Circular BACEN 3.978/20; Instrução CVM nº 617/19 e Resolução 30/21: 4 questões;

● Matemática Financeira – Conceitos Básicos: 4 questões;

● Instituições e Intermediadores Financeiros: 3 questões;

● Sistema Financeiro Nacional: 3 questões;

● Clubes de Investimentos: 2 questões;

● Economia: 2 questões;

● Outros Fundos de Investimento Regulados pela CVM: 2 questões;

● Securitização de Recebíveis: 1 questão.

Aplicação e duração da prova

A aplicação da prova da Ancord é feita em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). A duração do exame é de 2 horas e 30 minutos.

Até 2021, as provas eram aplicadas exclusivamente de forma presencial. No entanto, no ano em questão a Ancord passou a disponibilizar a realização de prova no modelo online, desde que o candidato cumpra as regras definidas.

Critérios de aprovação

Para ser aprovado no exame é necessário obter, no mínimo, 70% de acertos em toda a prova. Também é preciso ter o mínimo de 50% de acertos nos 4 primeiros temas da lista apresentada, já que são os tópicos com mais questões.

Credenciamento

Conquistar a aprovação na prova da Ancord é apenas um dos passos obrigatórios para se tornar um AAI. Após atingir ou superar o resultado mínimo, é preciso preencher uma ficha cadastral na área de credenciamento do site da entidade.

Para isso, você deve cumprir os seguintes requisitos:

● não estar inabilitado ou suspenso de atuar em instituições financeiras;

● não ter condenação criminal transitada em julgado;

● não estar impedido de administrar os próprios bens por decisão judicial;

● aderir ao programa de educação continuada.

Feito isso, você receberá o certificado Ancord e, com a aprovação da entidade, poderá atuar como assessor de investimentos.

 

Como se preparar para a prova da Ancord?

Após conhecer as principais características do exame, é o momento de entender como estudar e se preparar para conseguir um bom resultado na prova. Veja quais são as dicas que podem 3juda-lo!

Confira a bibliografia recomendada

Para saber o que estudar e por onde começar, vale a pena conferir o arquivo com as regras para o candidato, disponível no site da Ancord. Além de apresentar todo o funcionamento da prova, ele conta com uma bibliografia recomendada.

A lista traz as principais obras que abordam os temas que são cobrados nas 80 questões. Com base na bibliografia, é possível traçar um planejamento de estudo do conteúdo.

Considere fazer um curso preparatório

Além de procurar as informações por conta própria, pode fazer sentido buscar um curso de preparação para a prova da Ancord voltada para quem quer ser agente autônomo de investimentos - AAI. Nesse caso, você terá a ajuda de professores qualificados e de um plano de estudo completo.

Realize simulados do exame de certificação

Junto à aprendizagem da teoria, é importante praticar os conhecimentos para se preparar para o exame. Por isso, vale a pena realizar simulados com questões semelhantes ou retiradas de provas passadas.

Uma dica é reproduzir o contexto da prova, separando os mesmos 150 minutos que ficam disponíveis para os candidatos. É uma forma tanto de testar seus conhecimentos quanto de aprender a gerenciar o tempo para finalizar todas as questões.

Como você acompanhou, fazer e passar na prova da Ancord é um passo essencial para obter a certificação obrigatória e se tornar um AAI. Com o devido preparo, você aumentará suas chances de conquistar a aprovação, aproximando-se da carreira de assessor de investimentos.

Quer continuar se mantendo atualizado sobre o mercado de investimentos e iniciar sua jornada como AAI com muito mais preparo e qualidade? Então continue acompanhando nossos conteúdos no blog da Smartbrain!

 

generico_3

 

Postado por Cassio Bariani CFP® Dezembro 7, 2021
Cassio Bariani CFP®