Search:

Debênture incentivada ou comum: o que rende mais?

Categoria: Rentabilidade

O que rende mais: uma debênture a 110% do CDI ou uma debênture incentivada (que não é tributada) a 90% do CDI? A resposta parece óbvia, mas não é assim que funciona no mundo dos investimentos. Cuidado, pois você pode estar cometendo um engano.

Com a taxa Selic em nível histórico mais baixo, é bem maior o desafio para escolher aplicações rentáveis de renda fixa. É preciso “separar o joio do trigo”, saber exatamente qual é o investimento que colocará mais dinheiro no seu bolso.

No cenário de queda da taxa básica da economia, os títulos de crédito privados tendem a pagar mais do que os títulos do Tesouro. Sim, eles têm mais risco, afinal você está dando crédito à uma empresa ou a um empreendimento em específico, mas as debêntures podem ser boas alternativas de diversificação dos investimentos.

As prateleiras dos bancos e corretoras estão repletas de debêntures comuns, que têm os ganhos tributados, e também de incentivadas, que são isentas por uma decisão do governo, pois são instrumentos de financiamento de projetos de infraestrutura como construção e ampliação de rodovias, portos e aeroportos.

Mas preste atenção, para analisar as inúmeras opções de debêntures oferecidas no mercado e ver qual lhe pagará um maior rendimento é preciso saber fazer conta. Para isso, existe o Gross Up, que é o cálculo que cria um “imposto virtual” sobre o ganho de capital de um título isento para colocá-lo na mesma base comparativa com um ativo que têm incidência de Imposto de Renda.

É muito comum os investidores pensarem que as debêntures incentivadas são melhores por não terem imposto. Por outro lado, muita gente é atraída pelas taxas das debêntures comuns, mas não pensam no impacto que terão com a alíquota do imposto.

Comparação entre uma debênture isenta e uma tributada

Debênture Isenta com Gross Up versus Debênture Tributada

Data de Compra: 31/08/2016
PU (preço unitário) R$ 1.000,00
Debênture Isenta - Remuneração: 90% CDI
Debênture Tributável - Remuneração: 110% CDI

 

Qual Debênture teve maior rentabilidade acumulada até 28/02/2019?

Neste exemplo, as debêntures não têm pagamentos intermediários de juros ou amortizações.  
Debênture Isenta - PU: R$ 1.208,47
Debênture Isenta com Gross Up - PU: R$ 1.245,26
Debênture Tributável - PU: R$ 1.260,40
Debênture Isenta - Rentabilidade Acumulada: 20,85%
Debênture Isenta com Gross Up - Rentabilidade Acumulada: 24,53%
Debênture Tributável - Rentabilidade Acumulada: 26,04%
   

Nesta situação, a debênture tributada tem maior rentabilidade em relação à debênture incentivada com Gross Up. Ou seja, mesmo com a incidência de imposto, o ganho foi maior. Há outros casos que não são assim. Portanto, tenha sempre em mente que é preciso calcular o Gross Up dos ativos isentos para compará-los corretamente com aqueles que sofrem a incidência de IR.

Além disso, quando as debêntures têm amortizações - pagamentos periódicos de parcelas do valor nominal, a complexidade aumenta ainda mais. Como explicamos em um outro post, há situações em que estas amortizações podem ter Gross Up por possuírem rendimentos embutidos.   

Não é mais preciso gastar tempo executando estas contas complexas usando a calculadora ou o Excel. A plataforma SmartBrain, que organiza e controla investimentos através da consolidação de extratos, executa o Gross Up dos títulos de renda fixa isentos automaticamente – com ou sem amortizações.

Marta Isabel Genovese de Oliveira

Business Intelligence

Conheça mais sobre nossa plataforma

Simule e salve suas carteiras de investimento para ter maior controle sobre eles.

Fale conosco