Search:

Como escolher fundos de investimento?

Você está procurando fundos de investimento? 

Em menos de 10 anos o número de fundos de investimento nos bancos e corretoras aumentou 105%. Hoje, já existem 17,9 mil produtos nas prateleiras. Diante de tanta variedade, como escolher os melhores produtos para a sua carteira? 

Passo a Passo para escolher um fundo de investimento

1. Entender a diferença entre as categorias de fundos de investimento.

São elas:

  • Fundos de renda fixa: investem em títulos de renda fixa públicos e/ou privados no Brasil e no exterior e admitem estratégias que impliquem em risco de juros e de índice de preços. 
  • Fundos de ações: têm, no mínimo, 67% das suas carteiras em ações. Pode haver hedge cambial e podem aplicar em ações no Brasil ou no exterior.
  • Fundos multimercados: podem investir em diversos tipos de ativos: ações, renda fixa, juros e moedas no Brasil e também no exterior. 
  • Fundos de Previdência Privada: têm várias estratégias e visam a acumulação de recursos para projetos de longo prazo ou aposentadoria.
  • Fundos de investimentos imobiliários: como o próprio nome diz, investem em imóveis com foco na locação ou empreendimentos em construção para a venda a terceiros.

2. Fazer uma autoavaliação do seu perfil e necessidades

Avalie suas metas de curto, médio e longo prazos, os riscos que você é capaz de suportar e a liquidez que você precisa – que é tempo para conversão da aplicação em dinheiro, que você necessita. Há fundos em que o resgate acontece apenas um dia após o pedido e casos que podem levar 30, 60 ou mais dias. 

3. Procurar um assessor de investimentos

O assessor de investimentos irá te ajudar tanto no melhor entendimento sobre seu estilo de investidor quanto no processo de escolha dos produtos mais adequados para os seus projetos de vida. 

4. Usar um comparador de investimentos

Com um comparador de investimentos, você comparar a rentabilidade e a volatilidade de fundos entre si ou comparar o desempenho dos fundos com os principais indexadores do mercado como CDI e Ibovespa, entre outros. Porém, preste muita atenção: compare produtos que pertencem à mesma classe ou categoria e, principalmente, que tenham as mesmas estratégias e invistam em ativos similares. 

5. Avaliar os gestores dos fundos

Sempre pesquise os currículos dos gestores de fundos. No mercado, há gestores com diversas especializações, segundo cada categoria de investimentos que pode ser produtos de renda fixa, ações, investimentos em moedas, fundos de hedge macro ou globais. Portanto, os gestores de fundos são especialistas, assim, estudar sua performance é fundamental. 

6. Verifique os custos

Ao pesquisar os fundos, atente-se também aos custos – taxas de administração e performance e às regras de tributação. Mas apenas compare os custos entre os fundos que seguem estratégias semelhantes e que tenham o mesmo benchmark.

No Brasil, diferentemente do que acontece nos Estados Unidos, os fundos divulgam suas rentabilidades líquidas, já descontando as taxas de administração e de performance. Então, quando você olha os históricos de desempenho dos fundos, já está analisando a rentabilidade final que você terá, livre de todos os custos.

7. Utilizar um simulador de investimentos

Depois de fazer pesquisas, use um simulador de investimentos para testar a combinação com vários fundos ou para ver os efeitos de novos produtos na sua carteira de investimentos. 

Seguindo esses passos, certamente você estará preparado para escolher os melhores fundos de investimento e ter resultados mais alinhados com suas expectativas e projetos de vida!

Daniela Rocha

Gerente de Conteúdo

Conheça mais sobre nossa plataforma

Simule e salve suas carteiras de investimento para ter maior controle sobre eles.

Fale conosco